fbpx
Da nossa família para a sua

Deixe seu e-mail e receba conteúdo exclusivo


Coronavírus no Brasil

Coronavírus no Brasil
Coronavírus no Brasil

Só no Brasil, já são mais de 7.024 casos confirmados e 252 óbitos, segundo o balanço das secretarias estaduais de Saúde, divulgado nesta quinta-feira (02). E os números de Coronavírus no Brasil não param de crescer.

A pandemia do novo Coronavírus chegou ao Brasil de maneira local, isto é, de uma pessoa vinda do exterior com o vírus, e que acabou infectando outras pessoas. O primeiro caso confirmado ocorreu na cidade de São Paulo, SP, no dia 26 de fevereiro. De lá pra cá, os casos de Coronavírus foram aumentando. Essa aceleração mostrou que o nível de transmissão do vírus evoluiu e se tornou comunitária.

Entenda melhor como funcionam os níveis de transmissão do novo Coronavírus.

Transmissão a nível local

Transmissão a nível local
Transmissão a nível local

Chamamos de transmissão local quando ocorre a contaminação do vírus para outra região. Isto é, um paciente que foi infectado pelo novo Coronavírus em outro país e trouxe o vírus para o Brasil, onde acabou transmitindo para outras pessoas de seu convívio.

Transmissão a nível comunitário ou sustentado

Tansmissão a nível comunitário ou sustentado
Transmissão a nível comunitário ou sustentado

Nesse caso, a transmissão do novo Coronavírus ocorre ao mesmo tempo e por várias fontes já não mais identificadas, que podem ou não terem vindo do exterior. Em consequência disso, o contágio se torna maior e dificulta o combate, já que não mais se sabe quem é o hospedeiro do vírus. A transmissão comunitária ou sustentada é o nível mais alarmante para a transmissão do novo Coronavírus.

Primeiras medidas no Brasil

Primeiras medidas no Brasil
Coronavírus no Brasil

As primeiras medidas sugeridas foram a de isolamento de pessoas que voltaram de uma viagem do exterior – passando sete dias isolados em casa e atendando-se para os sintomas do vírus – a possibilidade de adiar futuras viagens para fora, além do cancelamento de diversos eventos.

Devido ao avanço da transmissão do novo Coronavírus e sua alta taxa de ataque, o país precisou criar novas e mais severas estratégias para conter o vírus e diminuir os danos causados à população em geral. As novas recomendações elaboradas pelo Ministério da Saúde ainda estão em vigor.

Novas medidas de proteção para conter o novo Coronavírus

Novas medidas de proteção para conter o novo Coronavírus
Novas medidas de proteção para conter o novo Coronavírus

Para evitar a proliferação do vírus, o Ministério da Saúde recomenda medidas básicas de higiene, como lavar bem as mãos (dedos, unhas, punho, palma e dorso) com água e sabão, e, de preferência, utilizar toalhas de papel para secá-las. Além disso, recomenda-se o uso do álcool em gel 70% para a limpeza das mãos e superfícies que tocamos com frequência, como celulares, brinquedos, maçanetas, corrimão, que são indispensáveis para a proteção contra o vírus, já que também podem ser meios de contaminação.

Para se ter uma ideia do nível de contaminação da Covid-19, veja sua persistência em algumas superfícies:
– Alumínio: De 2 a  horas;
– Plástico: 5 dias;
– Luva cirúrgica: 8 horas;
– Aço: 48 horas;
– Madeira: 4 dias;
– Vidro: 4 dias;
– Papel: De 4 a 5 dias.

Além dos cuidados básicos com a limpeza, foi recomendado pelo Ministério da Saúde o isolamento social, que vem tendo uma importância muito maior do que muitas pessoas imaginam. A ideia de que pessoas jovens e aparentemente saudáveis não são capazes de contrair o vírus já não existe mais. Inclusive, já tivemos casos de morte por Coronavírus em pacientes jovens, que até então não faziam parte do grupo de risco.

A diferença é que em jovens os sintomas muitas vezes não passam de um resfriado, que podem ser curados com medicamentos para dor e febre. Já para os idosos, doentes crônicos e pessoas com outras condições especiais, como tratamento de câncer, transplantados, doente renais, o vírus pode trazer sintomas mais graves, levando a necessidade de atendimento médico e internação. Aí a importância do isolamento social.

Como lidar com o isolamento social?

Como lidar com o isolamento social?
Como lidar com o isolamento social?

A recomendação para que os brasileiros fiquem em casa em quarentena se tornou um ato de saúde pública para o enfrentamento da Convid-19. Por isso, vem obrigando as pessoas a adotarem um estilo de vida diferenciado.

O importante nesse momento é seguir as recomendações e cuidados com a saúde. Além disso, é importante redobrar os cuidados com a saúde emocional, visto que o isolamento pode desencadear muita ansiedade e medo em relação ao futuro.

Por isso, busque criar uma nova rotina produtiva aí mesmo, na sua casa. Opte por uma alimentação equilibrada e saudável, faça planos para o futuro, procure fazer atividades físicas, leia novos livros e aproveite esse período para cuidar de você.

Sugestões para redução do risco Covid-19 – Sistema HVAC

Sugestões para redução do risco Covid-19 – Sistema HVAC
Coronavírus no Brasil

–  Aumentar a renovação do ar, maior ventilação no ambiente interno menor o risco de transmissão de por agentes infecciosos.
– Manter o sistema de climatização higienizado.
– Manter atualizada as análises do ar conforme resolução 09 da Anvisa.
– Trocar os filtros de ar com maior frequência.

A renovação do ar em ambientes internos tem uma importante função para o controle do novo Coronavírus, considerando que o mesmo se propaga através do ar. A Sicflux, junto a uma equipe qualificada, conta com ventiladores que possuem filtros especiais para renovar e manter a boa qualidade do ar em ambientes internos, de modo a garantir o conforto e a saúde dos ocupantes. Nossos equipamentos são utilizados por diversos segmentos, entre eles, hospitais, postos de saúde e UPAs, que usam nossos produtos para garantir a qualidade do ar.

Converse com um de nossos especialistas para saber mais!

Acesse nossa loja virtual

Comentários

Receba conteúdo exclusivo gratuitamente