fbpx
Da nossa família para a sua

Deixe seu e-mail e receba conteúdo exclusivo


Importância do sistema de exaustão de fumaça

Importância do sistema de exaustão de fumaça
Importância do sistema de exaustão de fumaça

Quando ocorre um incêndio, os momentos iniciais são fundamentais para a evacuação e sobrevivência dos ocupantes. E ter um sistema de exaustão de fumaça é essencial para evitar que a situação se agrave.  

Durante um incêndio, são liberados gases (fumaças) altamente tóxicos, entre eles Monóxido de Carbono (CO) é um deles. Ele é um gás levemente inflamável, incolor, inodoro e muito perigoso devido à sua grande toxicidade. O Monóxido de Carbono é produzido pela queima em condições de pouco oxigênio e/ou alta temperatura de carvão ou outros materiais ricos em carbono, como os derivados de petróleo.

A fumaça liberada tem uma progressão muito mais rápida que as chamas, que preenchem o espaço ocupando rapidamente todo o volume do local, progredindo de cima para baixo.

Como a fumaça age no organismo

Como a fumaça age no organismo

Os perigos de inalar fumaça de incêndio além da asfixia variam desde queimaduras nas vias aéreas até ao desenvolvimento de doenças respiratórias como bronquiolite ou pneumonia. 

Isso ocorre porque a presença de gases e outras pequenas partículas são arrastadas pela fumaça até aos pulmões, onde causam irritação dos tecidos e causam inflamação. Dependendo da quantidade de fumaça inalada, a pessoa pode evoluir de intoxicação respiratória relativamente leve até uma parada respiratória em poucos minutos.

Estudos internacionais comprovam que cerca de 80% das mortes decorrentes de um incêndio são causadas por asfixia ou por envenenamento dos fumos da combustão. Por esta razão, é extremamente importante ter um sistema de exaustão de fumaças.  

O que são os sistemas de exaustão de fumaças?

O que são os sistemas de exaustão de fumaças?

Um sistema de exaustão de fumaças inclui todos os métodos isolados ou combinados para modificar o movimento da fumaça, o que pode facilitar o abandono das pessoas no local, diminuindo o risco de inalação de gases ou partículas aquecidas, bem como facilitando a identificação do foco do incêndio e seu combate. Esse sistema está ligado com o sistema de detecção e alarme e assim que os detectores identificam algum indício de fogo no local, ele manda um sinal para o sistema de exaustão para que ele seja ativado imediatamente.

Como funcionam os sistemas de exaustão de fumaças?

O que são os sistemas de exaustão de fumaças?

Quando o sistema de exaustão de fumaças é acionado, os ventiladores começam a insuflar o ar externo enquanto os exaustores fazem o trabalho de extrair a fumaça e os gases tóxicos do ambiente.

Nestes momentos os alarmes são acionados e entram em funcionamento vários sistemas de proteção que podem ser agrupados em:

– Proteção ao patrimônio: Normalmente é constituído de sistemas de extinção automáticos, tais como aspersores de água ou agentes saponificantes, pó químico, CO2, entre outros. Eles visam a extinguir as chamas e proteger as edificações. Isto é uma parte da proteção
– Proteção a pessoa: Principal preocupação com o objetivo de promover a exaustão fumaça do incêndio e dar tempo aos ocupantes para sair do ambiente ocupado em segurança.

Classificação dos sistemas de exaustão de fumaça

O que são os sistemas de exaustão de fumaças?

Podemos classificar os sistemas de exaustão de fumaça em:

Exaustão natural: Sistemas automáticos de alarme abrem janelas, claraboias ou qualquer tipo de abertura no teto de forma a permitir a saída da fumaça que flui por convecção natural.
Dependendo da arquitetura da edificação estas aberturas podem ser permanentes garantindo a ventilação natural do recinto.

Aberturas na parte inferior do recinto garantem a entrada de ar fresco para ajudar a exaurir a fumaça e criar uma região de segurança para a saída dos ocupantes.

Exaustão mecânica: Sistemas automáticos de alarme acionam ventiladores de exaustão e reposição de ar fresco que buscam evacuar a fumaça do ambiente ocupado

Existem projetos que combinam a exaustão natural e mecânica.

Na exaustão mecânica em ambientes sem aspersores de água os ventiladores são especiais com as seguintes características:
– Construção robusta em chapa de aço carbono(chapa preta);
– Transmissão e rolamentos fora do fluxo de ar;
– Voluta soldada e hermética;
– Eixo vedado para impedir o vazamento de fumaça ;
– Difusor de calor entre o rotor e rolamentos para impedir o superaquecimento dos mesmo.

Desta forma o ventilador deve resistir funcionando por pelo menos 90 minutos de fumaça circulando a 400⁰C.

Com estes requisitos as formas dos ventiladores podem ser de simples aspiração tipo LS ,In-Line CTL e Axiais.

Existem também nos modelos acima citados modelos com acionamento direto equipados com motores especiais resistentes a altas temperaturas pelo tempo especificado.

Segurança do sistema de exaustão de fumaça

Segurança do sistema de exaustão de fumaça
Importância do sistema de exaustão de fumaça

Devido a sua importância, o corpo de bombeiros exige que haja um sistema de controle exaustão da fumaça de incêndio. Este sistema evita que a fumaça e seus gases tóxicos tomem conta do local, fazendo a extração assim que for identificado um princípio de fogo.

Entretanto, é importante que esse sistema tenha um plano de manutenções periódicas preventivas e corretivas, a fim de identificar possíveis falhas a tempo de garantir a maior segurança em uma eventual ocorrência de incêndio.

 A Sicflux conta com uma equipe qualificada para entregar as melhores propostas para garantir a sua segurança e das pessoas que você ama. Venha conversar com um de nossos especialistas.

Acesse nossa loja virtual

Comentários

Receba conteúdo exclusivo gratuitamente